Vereadora vai apresentar projeto para alertar sobre os riscos do Rio Iguaçu

Facebook
WhatsApp
Email
Twitter

A Allana Feijó exerce o mandato em São Mateus do Sul e, na sessão dessa semana da Câmara, citou a fatalidade do afogamento de uma criança, Tissiane Ferreira Nizer, de 11 anos, e um adolescente Eduardo dos Santos Lima, de 16 anos. Os dois foram levados pelas águas ro Rio Iguaçu, com a menina localizada apenas nesta quarta-feira (27/09), quando mais um corpo, 3º, foi encontrado.

“A gente teve uma fatalidade que aconteceu no Rio Iguaçu. Uma situação preocupante”, opinou. A vereadora disse isso abalou muito e lhe comoveu, morte de dois e outros 4 resgatados de afogamento no último domingo (24/09). Diante de questionamentos feitos pela população e mensagens, ela mencionou a necessidade de melhor conscientização sobre os perigos do Iguaçu, além de preservar.

A parlamentar citou estar elaborando um projeto nessa temática, para ampliar o alerta sobre os perigos de entrar no rio e sobretudo de se banhar nas águas. Sabendo, também, usufruir das belezas do Rio Iguaçu, sua história e relação com São Mateus do Sul e seu povo. “Que a gente possa cuidar do rio”, frisou. Allana mencionou a limpeza como uma dessas ações a serem retomadas.

São duas frentes, no entendimento da vereadora e que requerem união dos vereadores e sociedade. Ela disse que elaborou esse projeto de conscientização e colocou à disposição para que outros componentes da Câmara assinem a proposição de sua autoria. Além do corpo de Tissiane localizado nesta quarta-feira e de Eduardo, encontrado ainda na segunda-feira (25/09), um terceiro cadáver foi localizado.

Há suspeita de ser Janete Gonçalves Padilha. Ela está desaparecida há seis meses quando foi vista pela última vez na madrugada de 27 de março junto de Leomar. Dois dias depois o carro do casal foi encontrado submerso no Rio Iguaçu e o corpo do homem localizado. Um exame de DNA pode trazer a confirmação, além de roupas e calçados. O tênis, junto ao cadáver, a princípio tem cor parecida com os que a mesma usava, quando desapareceu.

Da redação com informações da Câmara, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil e imagem reprodução da Câmara.