Gleisi Hoffmann no Ministério da Justiça e Deltan no partido Novo

Facebook
WhatsApp
Email
Twitter

Essas duas informação circulam nos bastidores da política brasileira. Enquanto a insatisfação do ex-procurador da Lava Jato e ex-deputado federal Deltan Dallagnol estaria prestes em deixar o Podemos, a presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) pode assumir o Ministério da Justiça.

No Paraná, Deltan Dallagnol encaminha um possível acerto com o partido Novo. Há indicativos de uma possível filiação no fim deste mês, durante Encontro Nacional da sigla em São Paulo. Desde a perda do mandato, existe uma insatisfação do ex-procurador com a direção partidária que já teria sido avisada da sua saída. Ele sequer participou das discussões da reformulação no Paraná.

Gleisi Hoffmann teria se reunido com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na semana passada. Isso em meio às discussões para sucessão de mais uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF). Flávio Dino, atual ministro da Justiça, pode ser o indicado para substituir Rosa Weber que se aposenta no final deste mês. Isso abriria vaga para acomodar a presidente do PT.

Dino é cotado, junto de Bruno Dantas, presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), e Jorge Messias, advogado-geral da União. A decisão de Lula deve sair nos próximos dias. Além de acalmar os ânimos de uma ala petista, Gleisi no Ministério da Justiça junta a longa parceria e defesa da presidente do PT em relação ao atual presidente com a retribuição à companheira e mais um ministério ao partido.

Da redação com imagens/reprodução Câmara dos Deputados.