Filha ateou fogo em residência do pai no bairro Limeira, em União da Vitória

Facebook
WhatsApp
Email
Twitter

De acordo com o boletim da Polícia Militar (PM), a mulher é acusada de ser responsável por causar o início do incêndio que destruiu a residência da família e colocou em risco outras casas próximas. O Corpo de Bombeiros de União da Vitória, com apoio da corporação de Porto União, atendeu na noite desta quarta-feira (06/09) a ocorrência na Rua André Juck, bairro Limeira em União da Vitória.

Quando a PM chegou no local, os bombeiros estavam combatendo as chamas e a equipe localizou a possível causadora do incêndio, que seria filha do proprietário. O dono não estava no local e, segundo as informações, mudou para Cascavel até pelas agressões sofridas em casa, supostamente, pela filha. Ela estava alterada e “com sinais de uso de entorpecentes”, de acordo com o boletim.

Segundo testemunhas, a moradora e causadora do incêndio havia ameaçado tocar fogo na casa outras vezes. Dessa vez, teria usado um isqueiro para concretizar o objetivo, ao berros, dizendo “vou por fogo em tudo, queima Jesus.” Momentos depois, iniciaram as chamas na parede aos fundos da moradia e próximo a fios de energia elétrica. Os vizinhos, preocupados com a situação e sua casas, pediram socorro.

Pessoas que transitavam por ali chamaram os bombeiros, conforme as informações. Sendo acionada a PM, em seguida. A equipe policial conduziu a acusada e testemunhas para a delegacia de União da Vitória, sem precisar os danos inicialmente causados, pela área estar isolada. As imagens divulgadas, pelas redes sociais, mostram as chamas consumindo praticamente por completo as estruturas.

Da redação com informações da PM e imagem recebida via redes sociais.