Empresária de Mallet é uma das 5 vítimas fatais do engavetamento na BR-277

Facebook
WhatsApp
Email
Twitter

Ana Carla Solanho estava com o marido, também ferido gravemente, na tragédia com mais de 10 pessoas lesionadas, na tarde deste sábado (02/09), por volta de 14h30, na BR-277. Em torno de 60 veículos, caminhões e ônibus se envolveram no acidente com 5 mortes confirmadas no início da noite, quando a pista foi liberada parcialmente depois de mais de cinco horas totalmente bloqueada.

A pista sentido Ponta Grossa segue interditada na manhã deste domingo (03/09) para remoção dos veículos, segundo informou a Polícia Rodoviária Federal (PRF). No sentido Curitiba está liberada. Não há um número oficial de veículos envolvidos e nem de feridos, as apurações de meios de comunicação e fontes no local, Sassá Repórter, estimavam em torno de 60, entre caminhões, ônibus e veículos.

Tudo teria iniciado quando havia congestionamento e veículos parados, numa descida em direção a Ponta Grossa, na região de São Luiz do Purunã – município de Balsa Nova – e com muita neblina. Dois caminhões que estavam vindo nessa direção bateram entre si e atingiram um terceiro. Seguido de outras colisões na sequência, com veículos esmagados entre carretas que também saíram da pista.

Equipes do Corpo de Bombeiros e SAMU de Ponta Grossa, Curitiba, Palmeira e outras da região atuaram no acidente. Ana Carla Solanho, empresária do ramo de malharia, estava num dos veículos esmagados durante o engavetamento. Situação que ocorreu com outros carros e vitimou outras pessoas, também. O marido dela, que é contador e advogado em Mallet foi socorrido e encaminhado em estado grave para um hospital. Não há informações sobre o quadro clínico dos socorridos.

O casal estaria num veículo T-Cross. Das cinco mortes, conforme informações extraoficiais, seriam duas mulheres e três homens as vítimas fatais da tragédia. Equipes seguem o trabalho no local, desde o acidente até a manhã deste domingo. Sobretudo para remover os veículos e limpar a pista para liberar o trânsito.

Da redação com informações da PRF, Corpo de Bombeiros e Sassá Repórter e imagens reprodução/redes sociais.