Homem condenado por estupro é preso; crime aconteceu a mais de uma década

Facebook
WhatsApp
Email
Twitter

Nesta terça-feira (18/07), a Polícia Civil de Imbituva informou ter preso um homem de 55 anos condenado a 13 anos e seis meses por estupro de vulnerável. Na época dos fatos, em 2011, a vítima tinha 33 anos, era enteada do estuprador e acompanhada pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). O crime foi denunciado, investigado e levou a condenação do envolvido.

A sentença transitou em julgado e não cabe mais recurso. O condenado deve cumprir, no início, a pena em regime fechado. A mulher abusada tinha doença mental e o criminoso passou por julgamento na Comarca de Imbituva. O delegado titular da delegacia local, Thiago Andrade, disse que o recebeu sentença pela prática do crime previsto no art. 217-A do Código Penal.

“Comete estupro de vulnerável quem pratica ato sexual com alguém que, por enfermidade ou doença mental, não tem discernimento para prática do ato, ou por qualquer forma não pode oferecer resistência. A pena prevista é de 8 a 15 anos”, observou o delegado. O abuso sexual contra a vítima, há 12 anos atrás, foi denunciado na cidade de Ivaí.

Da redação com informações e imagem da Polícia Civil de Imbituva.